Notícias rapidas

Fique atualizado de tudo que acontece no mundo.

EUA AUTORIZAM ‘VáRIAS’ EMPRESAS A VENDER PARA A HUAWEI EM MEIO A SANçõES

Autoridades dos EUA disseram quarta-feira que concordaram em conceder licenças a “várias” empresas para fornecer componentes à gigante chinesa de tecnologia Huawei, que enfrenta sanções impostas por questões de segurança nacional.

Um porta-voz do Departamento de Comércio disse que a agência concedeu “licenças limitadas para autorizar atividades limitadas e específicas que não representam um risco significativo para os interesses de segurança nacional ou de política externa dos Estados Unidos”.

O governo disse nesta semana que prorrogou por mais 90 dias a plena implementação das sanções, como parte de um esforço para facilitar a transição para os parceiros da Huawei nos EUA.

O secretário de Comércio, Wilbur Ross, disse à Fox Business Network que a agência recebeu cerca de 290 pedidos de licença para negociar com a Huawei.

Ele disse que quaisquer isenções da proibição seriam permitidas apenas para sistemas sem fio mais antigos e não para redes 5G, que levantaram uma série de preocupações de segurança em Washington.

O presidente Donald Trump, em maio, impediu efetivamente a Huawei das redes de comunicações americanas depois que Washington descobriu que a empresa violou as sanções dos EUA ao Irã e tentou bloquear uma investigação subsequente.

A última extensão de 90 dias “permitirá que as operadoras continuem atendendo clientes em algumas das áreas mais remotas dos Estados Unidos que, de outra forma, seriam deixadas no escuro”, afirmou Ross em comunicado.

“O departamento continuará monitorando rigorosamente as exportações de tecnologia confidencial para garantir que nossas inovações não sejam aproveitadas por aqueles que ameaçam nossa segurança nacional”.

A Huawei disse na segunda-feira que a decisão não fez nada para alterar a visão da empresa de que Washington a tratou injustamente e pediu ao governo Trump que retire a Huawei de uma lista negra de tecnologia estrangeira.

As autoridades americanas também afirmam que a Huawei é uma ferramenta da espionagem eletrônica de Pequim, tornando seus equipamentos uma ameaça à segurança nacional dos EUA – algo que a empresa nega.